Diocese de Campos (RJ) encerra celebrações dos 300 anos de N S Aparecida com mais uma cidade consagrada a Padroeira do Brasil.

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé

Santo Antônio de Pádua: cidade consagrada a Padroeira do Brasil. Solenidade foi realizada com missa, coroação e inauguração de monumento.

Num clima de espiritualidade e devoção a Nossa Senhora, a Diocese de Campos esta encerrando o Ano Mariano com a consagração de mais uma cidade a Nossa Senhora Aparecida. No sábado (9), a cidade de Santo Antônio de Pádua, noroeste do Estado do Rio de Janeiro realizou uma cerimônia reunindo os Bispos Dom Roberto Francisco Ferreria Paz, da Diocese de Campos e Dom Fernando Areas Rifan da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianey.

Padre Fagner da Silva Ribeiro da Paróquia N S das Graças e São Pio de Pieltricina destaca a consagração como um momento histórico que celebra a unidade da Igreja, Diocese de Campos e Administração Apostólica São João Maria Vianey. A organização desde a criação da Lei Municipal indicação ao Prefeito Josias Quintal até a organização da cerimônia uniu as três Paróquias de Cidade, a Paróquia de Santo Antônio de Pádua, Paróquia Nossa Senhora de Fátima e Santo Antônio e Paróquia Nossa Senhora das Graças e São Pe. Pio de Pieltricina.

– 2017 ficará marcado no coração dos católicos do mundo todo e de uma maneira especial no coração e na vida dos católicos do nosso país, por estarmos vivendo uma data histórica. Neste ano comemoramos em toda a Igreja o centenário das aparições de Nossa Senhora de Fátima, momento de renovar o chamado especial que a Virgem Maria fez em suas aparições chamado a conversão a penitência e a fidelidade a Cristo, princípios da fé cristã renovados no coração de todos os fiéis por meio da recordação das palavras da Virgem Maria aos Pastorinhos de Fátima. Ainda tivemos uma grande graça que toca de uma maneira especial a toda nação brasileira, pois nesse ano também celebramos o tricentenário do encontro da imagem da Imaculada Conceição nas águas do Rio Paraíba do Sul, imagem essa que receberia o título de Nossa Senhora da Conceição Aparecida Rainha e Padroeira do Brasil. – Padre Fagner da Silva Ribeiro da Paróquia Nossa Senhora das Graças – Diocese de Campos.

Uma história que começou com a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida a cidade em 2016, na preparação para a festa dos 300 anos de encontro da imagem nas águas do Rio Paraíba do Sul. E os três padres foram ao Prefeito Josias Quintal e foi feito o pedido para que fosse autorizada a construção do monumento e criada a lei de consagração a Padroeira do Brasil. Aprovado por unamanidade foi sancionado a Lei Municipal 3.848, de dia 13 de novembro de 2017 consagrando oficialmente a cidade nos moldes da Tradição Cultural Nacional..

– Foi um dia de grande alegria para toda a comunidade católica de nossa cidade. Pois colocamos nossa cidade sobre a proteção especial de Nossa Senhora. Numa época de grave crise política, econômica, social e moral que passa nosso país e, sobretudo nosso estado do Rio de Janeiro, a fé em Nossa Senhora vem dar esperança ao povo. Como um presente que ganhamos nesse fim de ano. Ao passarmos pelo trevo na entrada da cidade, ao olharmos para a imagem, sentiremos a ternura e a proteção da Mãe de Jesus e nossa Mãe. – ressalta Padre Silvano Salvatte Zanon.

Uma homenagem a Nossa Senhora que une católicos, padres, bispos e autoridades. Um momento especial na opinião do Vereador Elton Amaral Brum, Presidente do Legislativo municipal. O parlamentar destaca a importância do respeito a tradição religiosa na cidade e convida a todos que ao passarem pelo monumento possam confiar a cidade a intercessão maternal da Mãe de Deus, canal de graças, bênçãos e milagres.

– A consagração da cidade a Nossa Senhora da Conceição Aparecida tem como característica fundamental a entrega de tudo nas mãos de Nossa Mãe.. Pode parecer exagero entregar tudo nas mãos de Maria, mas ao fazer isto, estamos confiando tudo a Jesus. Entregando a Maria a nossa cidade, confiamos a ela nossos sonhos, nossos projetos, bens materiais e principalmente os espirituais  A religiosidade é algo muito presente e forte no nosso município. Os valores cristãos precisam sempre estar presentes na vida pública e de qualquer cidadão. Que todos que por ali passarem, possa sentir a paz, a ternura, a mansidão e receber a Bênção de Deus e de Nossa Senhora – Elton Amaral  Brum – Presidente da Câmara Municipal de Santo Antônio de Pádua.

Que alegria para nós católicos ver nossa cidade sendo entregue aos cuidados e amor de nosso tão grandioso Deus pelas mãos de Nossa Senhora Aparecida. 2017 ficará marcado para todos nós! Salve Nossa Senhora Aparecida! Obrigada Jesus pela oportunidade de viver para presenciar esse ato histórico de fé e devoção à Sua Santa Mãe Maria Santíssima! – disse Dirlene Maria Armand Assessora de Controle de Pessoal da Câmara Municipal de Santo Antônio de Pádua.

* Com informações da Câmara Municipal de Santo Antônio de Pádua