Imagem peregrina de Nossa Senhora visita a sede da Prefeitura de Campos

Os bispos Dom Roberto Ferrería Paz e Dom Fernando Rifan foram recebidos pelo prefeito, vice-prefeita e servidores

O prefeito Rafael Diniz, a vice-prefeita Conceição SantAnna, secretários, superintendentes e servidores receberam na tarde desta terça-feira (14), na sede da Prefeitura de Campos, a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. A visita faz parte do projeto realizado pela Pastoral da Comunicação, que será realizado, no próximo ano, nas prefeituras, câmaras municipais e associações culturais situadas nos municípios da área de abrangência da Diocese de Campos e em comemoração aos 300 anos da aparição da imagem, nas águas do Rio Paraíba do Sul. A cerimônia foi conduzida pelos bispos Dom Roberto Ferrería Paz e Dom Fernando Rifan.
A imagem e a bandeira do Brasil foram conduzidas pela Guarda de Honra e agentes do Grupo de Ações Especiais (GAE) da Guarda Civil Municipal. A coroação de Nossa Senhora foi feita pelo prefeito e pelo superintendente de Comunicação, Thiago Bellotti, enquanto o superintendente adjunto de Comunicação, Paulo Roberto Rangel, fez a oração do Comunicador. Na superintendência de Comunicação, Dom Roberto fez a aspersão com água benta.
O prefeito Rafael Diniz ressaltou o momento e fez uma analogia da situação há 300 anos dos pescadores, com o atual momento do município de Campos.
— Pela manhã, fizemos uma breve reflexão. Quando há 300 anos os pescadores tentavam pescar e o peixe não vinha é porque na verdade algo muito maior viria depois. É o que tem acontecido na nossa cidade hoje. Se por um lado temos enfrentado dificuldades, por outro tenho a certeza de que a transformação da nossa cidade já está sendo feita e algo cada vez melhor nos espera. Somos instrumentos de transformação da nossa cidade. A bênção que pedimos, hoje, é para nossa cidade, para as pessoas que mais precisam e para que tenhamos equilíbrio e direcionamento para escolher o melhor caminho para todos — disse Rafael Diniz.
O bispo Dom Roberto contou a história da imagem de Nossa Senhora Aparecida, genuinamente brasileira, e que retrata a população e se identifica com todos, como Maria. “Seu achado há 300 anos representou um milagre. Nossa Senhora Aparecida representa a unidade, da cabeça e do corpo, da nação brasileira, de todas as raças. Campos precisa de unidade, Campos precisa de diálogo, Campos precisa de consciência”, frisou Dom Roberto que avisou que no próximo dia 19, o Papa Francisco celebrará, pela primeira vez, o Dia Mundial dos Pobres.
Para Dom Rifan, Nossa Senhora é um ícone que representa a mãe de Deus que está no céu. “Nossa Senhora é serva do Senhor, os senhores são servidores e devem se sentir honrados com este nome. Como o prefeito é servidor do povo, como todos somos servos um dos outros. Essa vinda da imagem Nossa Senhora aqui hoje é preceder uma grande pescaria, de grandes bênçãos para Campos, grande prosperidade. Sair dessa crise, assim como os pescadores lá atrás saíram da escassez de peixes e depois conseguiram uma grande pescaria. Que Nossa Senhora seja predecessora dessa grande pescaria que esperamos, que é o progresso da nossa cidade”.
Por: Anna Luiza Paixão – Foto: Rogério Azevedo
ASCOM/PMCG